segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Cabos e Conectores em Redes Geograficamente Distribuídas

As conexões seriais são normalmente utilizadas nas comunicações WAN (Wide Area Network) as disponibilizadas pelos produtos Cisco suportam praticamente qualquer tipo de serviço WAN.


As conexões mais encontradas são linhas privativas e ou dedicadas (LPs) utilizando os encapsulamentos HDLC (High Level DataLink Control), PPP (Point-to-Point Protocol) ou Frame-Relay. As velocidades mais comuns de transmissão em portas seriais variam de alguns bits por segundos a 50 Mbps por meio de interfaces seriais de alta velocidade.

Roteador Cisco

Roteadores Cisco normalmente adotam conectores seriais de 60 pinos (DB60) ou RS-232 para conexões seriais de baixa velocidade, também existe a possibilidade de utilizar “Smart Serial”, mais compactos, que economizam espaço no chassi do equipamento. Um conector de 50 pinos SCSI é utilizado para transmissões seriais em alta velocidade via interfaces HSSI. O tipo de conector encontrado na outra ponta vai depender do provedor de serviço e dos requerimentos de interface do dispositivo instalado no outro lado. As terminações comumente encontradas são nas normas EIA/TIA-232, EIA/TIA-449, V.35, X.21, X.25 e EIA-530.

Conexões seriais podem ter natureza síncrona ou assíncrona.


O modo síncrono de transmissão demanda que um dos lados gere um “relógio” que deverá ser sincronizado com a outra ponta, permitindo uma transmissão cadenciada e sincronizada. Este é o modo normalmente adotado em conexões seriais de alta velocidade.