domingo, 18 de outubro de 2015

Galinha no Twitte: Restaurante de frango põe galinha para postar

Uma galinha, não muito diferente deste, está twittando na Austrália para um restaurante especializado em frango.

Galinha no Twitter

A rede australiana de restaurantes Chicken Treat , especializada em pratos contendo frango, designou uma galinha para postar no Twitter. A galinha Betty está vivendo em um cercado com alimentação, água, palha espalhada no cão, e um teclado de computador. Ele tecla com o bico e ciscando com os pés no teclado, gerando sequências incompreensíveis de caracteres.

A ideia do experimento é prosseguir indefinidamente até que ela consiga “escrever uma palavra inteligível em inglês com pelo menos cinco letras”. Trata-se de uma tentativa de entrar no livro de recordes do Guinness World Records, segundo a CNN.

Ela twittou quinta-feira: ". 79. / a1", uh, nugget: "//.uhg86y 7iu ./;lii========= 67 nm / aw /."

O experimento lembra o “teorema do macaco infinito”, em que um macaco digitando a esmo seria capaz de escrever as obras completas de William Shakespeare, caso lhe fosse dado tempo suficiente. Há poucos dias, Betty conseguiu digitar a palavra “bum” uma vez, mas parece que é o mais próximo que ela pode chegar de uma palavra reconhecível.

A campanha tem gerado alguma indignação por parte de ativistas dos direitos dos animais. Um usuário do Twitter postou uma foto de galinhas em uma gaiola com o comentário: “Galinhas não twittam. Elas levam vidas torturadas”.

A diretoria do restaurante respondeu que o esforço foi aprovado pela Real Sociedade Australiana para a Prevenção da Crueldade contra os Animais, e cumpre todas as normas relacionadas com o bem-estar dos animais.