quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Hackers Brasileiros na contra mão da economia do pais


Hackers no Brasil

A economia do Brasil pode estar em recessão, mas o seu submundo do crime on-line está crescendo com enorme atividade da comunidade hackers.



Um novo Trabalho da Trend Micro é o mais recente de uma série de artigos publicados nos últimos meses que examinam as economias de crimes on-line regionais, incluindo América do Norte, Japão, China, Rússia e Alemanha.

O país Brasil tem tido um "influxo" de novos criminosos para suas comunidades on-line que se esquivam do anonimato ao drenar contas bancárias de usuários com malware e abertamente se vangloriar de seu sucesso.

Estes incluem os desenvolvedores à procura de dinheiro na ameaçada economia do país. Um sujeito chamado "Lord Fenix" é, talvez, o rei da nova geração de criminosos, tendo escrito 100 trojans ano passado, começando no ensino médio e ainda ativo em seus vinte e poucos anos.

"O caminho mais rápido para o estrelato cibe criminoso pode ser encontrado na América Latina, particularmente no Brasil," diz Trend Micro na prospectivas da equipa em um documento que pode ser visto aqui.

"É dado que as atividades cibe criminosos não são tão fortemente penalizados no Brasil como em outras regiões, como América do Norte, os cibe criminosos brasileiros promovem publicamente suas operações.

"Os cibe criminosos no Brasil são bastante “descarados” e não se importam se as agências de aplicação da lei veem seus nomes publicado on-line em relação a atividades ilegais".

O Criminoso mercado da educação Hacker


Guias e cursos de formação ao longo de três meses inteiros estão disponíveis para ajudar quem quer entrar em comunidades do crime on-line no Brasil. Estudantes devem pagar uma taxa de $ 70 para aprender a invadir bancos de dados, configuração de botnets e malware, e como lidar com o roubo de cartão de crédito de ponta a ponta.

Por $ 50 um estudante hacker pode aprender a construir Crypters, críticos para esconder malware de sistemas de antivírus. Phishing maduro, trocador de DNS, e malware keylogging também estão em oferta em todos os fóruns de criminalidade do Brasil.

Fraudadores pode ignorar tudo isso, todavia, e pagar menos de US $ 150 para o acesso de duas semanas para painéis bancários hackeados que oferta até 70 cartões de crédito em um dia.

Não são todos os malwares para bancos, informações pessoais estão em oferta nos serviços de busca criminais, tais como produtos falsificados, diplomas, e outros serviços estão à venda.

Os serviços de busca afirmam ter acesso a placas de veículos e, possivelmente, sistema de cartão de saúde.

Apps Android maliciosos em expansão são uma emergente e um caminho fácil de fazer dinheiro criminoso on-line, graças a grande parte à taxa de penetração móvel no Brasil que chegou a 142 por cento.